Inglaterra

Você esta em: Intercâmbio / Inglaterra / Londres

Londres

Array ( [0] => stdClass Object ( [nome] => Embassy ) [1] => stdClass Object ( [nome] => LAL ) [2] => stdClass Object ( [nome] => Delfin ) [3] => stdClass Object ( [nome] => Kaplan ) [4] => stdClass Object ( [nome] => LSI ) [5] => stdClass Object ( [nome] => Malvern House ) [6] => stdClass Object ( [nome] => Oxford House ) [7] => stdClass Object ( [nome] => CES ) [8] => stdClass Object ( [nome] => Language in group ) [9] => stdClass Object ( [nome] => Ec ) )
VER ESCOLAS

A capital do Reino Unido dispensa apresentações. Maior cidade da Europa, Londres tem muita história, muitos pontos turísticos e muita, muita coisa para fazer. Não importa quanto tempo você permaneça em Londres, sua estada será sempre curta demais para tudo que ela tem a oferecer. Para se ter uma ideia, ao todo, são mais de 300 museus. Os destaques são o Natural History Museum, British Museum, Tate Britain e Tate Modern, onde você pode explorar séculos de história e cultura. Londres também ostenta o título de cidade com mais museus públicos no mundo todo.

Com mais de 1,800 parques, Londres pode ser descrita como uma das cidades mais verdes do mundo. Os parques londrinos oferecem o lugar ideal para relaxar longe do alvoroço da cidade. Além de locais famosos como o Big Ben, o Palácio de Buckingham e a London Eye, as inúmeras atrações culturais de Londres, como musicais, peças de teatro e shows fazem da cidade o lugar perfeito para aprender inglês.

Londres também atrai um grande mix de pessoas e culturas, fazendo dela uma cidade verdadeiramente cosmopolita e um fantástico lugar para se viver.

Lazer em Londres

Vida Noturna: Uma das grandes vantagens de se morar em Londres é a variedade de opções que a pessoa tem para se divertir. Ao mesmo tempo em que se paga 20 libras para entrar no famoso “Ministry of Sound”, com 3 pistas e capacidade para 5 mil pessoas, dá pra curtir, com menos de 10 libras um pequeno clube de música eletrônica com capacidade para 200 pessoas. Isso sem contar os pubs com bandas ao vivo que a entrada é franca.

A bebida oficial da Inglaterra é a cerveja. Lá, elas são servidas em pints. O “pint” é uma unidade de medida inglesa e equivale a 568ml. O valor médio de cada pint é de £3,00 (R$9,53). Variando, é claro, de acordo com cada cerveja.

Teatro e musicais: Como é de costume em Londres, tem para todos os bolsos e para todos os gostos. Os preços variam de 10 a 90 libras. Mas uma ótima dica são as bilheterias que vendem ingressos com desconto. Se der sorte dá pra conseguir ingressos até pela metade do preço. O legal é que esses pontos de venda da “TKTS” são geridos pela Society of London Theatre, o organismo oficial que representa os teatros de Londres. Ou seja, não são cambistas (sim, em Londres também existem cambistas), então dá pra comprar sem se preocupar.

Funciona da seguinte maneira: nas praças Leicester Square ou Brent Cross, existem pequenas bilheterias oficiais, onde os espetáculos com desconto são listados, contendo o valor original e o com desconto. Musicais, como “O Fantasma da Ópera”, por exemplo, tem ingressos de 65 por 43 nos assentos mais nobres ou até de 26 por 20 libras em lugares menos “privilegiados”. Mas lembre-se: Os ingressos são válidos para o mesmo dia, ou, no máximo, alguns dias após a compra. Para saber os ingressos que estão disponíveis, basta visitar o site http://www.tkts.co.uk/whats-on-sale-today/

Parques: Uma das melhores coisas de Londres é a quantidade de espaços ao ar livre abertos ao público. Passar o dia conhecendo os parques da cidade é maravilhoso e sem custo algum. Então, tanto faz se você está afim de um piquenique, fazer alguns exercícios ou simplesmente curtir a natureza, há sempre um espaço livre para você nos parques de Londres.

Entre os principais parques, destacam-se o Hyde Park, com 4 mil árvores, é o mais famoso de Londres, o Regent’s Park –casa do Zoológico de Londres-, St. James Park, parque vizinho ao Palácio de Buckingham e o Greenwich Park, onde fica localizado o Observatório Real de Greenwich. Também é nesse parque que encontramos o famosíssimo Meridiano de Greenwich.

Museus e galerias: parece inacreditável, mas alguns dos mais importantes museus do mundo podem ser vistos de graça, em Londres. É o caso da National Gallery, por exemplo. Com um acervo de mais de 2,3 mil pinturas, a National Gallery é considerada uma das mais importantes galerias de arte do mundo. Lá estão expostas pinturas de artistas como Leonardo da Vinci, Botticelli, Caravaggio, Renoir, Monet, Van Gogh e Picasso.

Outro lugar imperdível é o British Museum, com seus mais de 8 milhões de peças. O museu também abriga a maior e mais completa coleção de antiguidades egípcias do mundo, com mais de 100 mil peças.

Já o Tate Modern é é um museu de arte moderna internacional, que faz parte do grupo Tate, conjunto de quatro galerias de arte. A casa hospeda obras de grandes nomes, como Pablo Picasso, Jean Arp, Umberto Boccioni, Giorgio de Chirico, Natalya Goncharova e muitos outro artistas de peso.

Em ambos museus, apenas as exibições itinerantes –e temporárias- são cobradas;

Sem contar, é claro, dos clássicos pontos de referência de Londres, como o Palácio de Buckingham, o Big Ben, a St. Paul Cathedral e a London Eye.

Clima em Londres

O clima de Londres pode ser razoavelmente imprevisível, mas nunca tão extremo a ponto de prejudicar a visita a qualquer das muitas atrações que a cidade oferece.

No verão (de junho a agosto) o clima é basicamente ameno, com temperaturas médias na casa de 21ºC. Ocasionalmente os termômetros podem passar a barreira de 30ºC, mas não é um fato muito comum. Já no inverno, raramente faz mais do que 6ºC em Londres. Por outro lado, apesar de possível, é improvável que a cidade seja atingida por neve (ou nevascas).

Transporte:

Com a rede metroviária mais antiga do mundo, a melhor maneira de se locomover em Londres é por metrô, chamdo de “underground” ou “tube” para os nativos. O sistema de metrô de Londres é dividido em seis zonas, que aparecem em círculos concêntricos. No mapa do metrô, o centro de Londres corresponde à zona 1 (o círculo do meio) e conforme você vai se distanciando mais do centro, o número da zona será maior. O serviço Transport for London fornece mapas e guias gratuitos

para ajudá-lo a se locomover. Os horários do primeiro e do último trem variam dependendo da estação, do sentido e destino final.

Para andar nele, a melhor alternativa é adquirir o “Oyster Card” O cartão mensal de passagem de ônibus e metrô incluindo as zonas 1 & 2 de Londres custa em torno 86 libras por mês.

Londres também tem uma das maiores redes de ônibus urbanos do mundo. Além disso, as rotas dos ônibus 9 e 15 são imperdíveis. Elas são operadas pelos mesmos onibus de dois andares e levam para a maior parte das grandes atrações turísticas de Londres. Outro destaque é que o trajeto é feito por modelos antigos dos clássicos onibus ingleses.

Uma das vantagens do sistema de ônibus de Londres é que algumas linhas de ônibus operam 24 horas.